Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Aqui, é o que me apetece!!

Não só o que me apetece, mas quando me apetece e sobre o que me apetecer! Tenho dito!... E vou continuar a dizer!


Terça-feira, 09.09.14

O que é que já fez hoje por si e pelos seus colegas de trabalho???

Eu divulguei junto dos principais Administradores do Grupo para o qual trabalho a existência do Cheque Creche:

 

Investimento com responsabilidade social

 

O Cheque Creche é um título no formato de cheque ou cheque eletrónico (e-voucher), com vantagens sociais, laborais e fiscais, destinado a comparticipar as despesas de educação dos filhos dos trabalhadores.

Benefício social totalmente  isento de IRS e Taxa Social Única, permitindo à empresa majoração fiscal de 40% em sede de IRC.

Regulado pelo DL 26/99, de 28 de janeiro, destina-se ao pagamento de creches, jardins de infância e lactários, e tem como principal objetivo potenciar o apoio das entidades empregadoras aos seus trabalhadores que tenham a cargo filhos ou equiparados com idade inferior a 7 anos. 

Mais poder de compra para o trabalhador com forte impacto na qualidade de vida da sua família.

 

Mais informação em: http://www.chequecreche.pt/inicio.aspx

 

Do que está à espera para fazer o mesmo????

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Mamã às 14:39

Domingo, 07.09.14

Centro Estético Militão, faça favor!

Normalmente é ao sábado depois de almoço que abre o «Centro Estético da casa Militão», que isto de gastar dinheiro a arranjar pés e mãos foi coisa que nunca me convenceu.

 

É certo que a qualidade do trabalho, de início, principalmente no que diz respeito à aplicação de verniz, deixava muito a desejar, mas nada que com prática, um bom banho quente e algumas lavagens de louça sem luvas não se corrija!!!

 

Começo sempre o trabalho pelo mais novo da casa: é o que leva menos tempo e é o mais difícil de convencer.

Como tem uma dermatose palmar juvenil, os pés têm que andar sempre cuidados e as unhas curtas para não criarem atritos na pele dos dedos vizinhos.

Este dispensa manicure: desde que deixou a chucha que passou a roer as unhas e não há quem o convença para deixar este vício.

E é uma coisa estranha, porque se desenvolveu tipo tique nervoso: se contrariado, vai de roer as unhas.

Já lhe mostrei a Vénus de Milo e já lhe disse que, se não ficar como ela, pelo menos fica cheio de buracos na barriga e com dores, pois se as unhas fossem feitas para comer de certeza que havia hambúrgueres de unhas.

- Que nojo, Mãe!!!!!

- É, não é?

- BLHEC!!!!

Mas nem por isso deixa de as roer e engolir...

 

Depois passamos ao mais velho: tem umas calosidades nos pés que uma vez, ainda solteiros, ele estava a ver futebol e eu estava de lâmina a cortar aquela camada de pele.... OK, deu-se um golo e eu arranquei-lhe um «bife» de todo o tamanho.

Durante quase 12 anos deixei-me disso: a imagem daquele sangue todo foi algo que me impressionou.

Mas depois.... Apareceu isto:

É tipo grosa de pedreiro, mas elétrica: agora ele corta o grosso com a lâmina e depois é só ir fazendo manutenção com esta bela lima eléctrica!!!

 

Finalmente, dedico-me a mim, que sou a que levo mais tempo.

Optei por alternar sempre os pés com as mãos: numa semana trato de uns, na semana seguinte dos outros. Assim, não me chateio muito e é mais fácil.

Como aprendi todos os truques das manicures para aplicar verniz de forma a que este dure -  aplicar base, duas camadas de verniz e uma de finish express - dá para alternar a coisa.

 

Já cuidados da pele é a mesma coisa: esfoliante para a cara é um pouco de mel líquido com umas colheres de açúcar. Esfregasse na cara e tira-se muito bem com água morna, sendo que só faço esfoliação quando passo a mão nas asas do nariz, testa e queixo e eles já estão rugosos.

 

Esfoliante para o corpo.... Bom, esse ainda é um luxo da Rituals oferececido pela minha SAC e pela minha cunhada no meu aniversário.

E sim, talvez ande de olho nas promoções da loja para renovar ainda antes de acabar.

 

O Esposo ensinou-me que, em tempos de crise, um príncipio básico de gestão é: não empatar capital em stock. Principalmente quando o orçamento disponível tende a ser cada vez mais curto...

 

Mas se eu empatei do meu tempo pessoal a adquirir - e a aplicar todas as santas semanas!!! - estes conhecimentos, que nos permitem a todos andar cuidados sem ter que pagar um tusto por mão de obra, - que é aqui da escrava de serviço... - porque é que não me posso dar ao «pequeno grande luxo» de stockar produtos, por exemplo, que custam normalmente 5,69 euros por 2,35 euros e que são tipo litro e meio e duram meses???? 

 

Mesmo que a nossa verba mensal seja curta, a amortização deste tipo de investimentos compensa: se a embalagem de litro e meio me durar 4 meses (no mínimo....), representa uma distribuição mensal de custo de 0,59 euros / mês. Quem é que gasta este valor mensalmente em gel duche quando se toma, no mínimo, um duche por dia??? NINGUÉM!!!!

 

OK, stockar em tempos de crise não. Mas há que avaliar o que realmente compensa.

 

E, se não sabem como fazer para serem auto-suficientes neste tipo de coisas, há centenas de sites que explicam como o fazer.

Depois há o investimento inicial nos produtos - sendo que a uma mulher na casa dos quarenta as cores de verniz adequadas nem são tantas quanto isso, apenas umas 4 ou 5, para quem gosta de variar.

Os produtos não são assim tantos quanto isso e quanto mais pessoas servirem, maior é o índice de amortização.

 

Exemplo prático: a lâmina da Dr. Scholls custou-me 30 euros em promoção de lançamento. Já a uso em mim e no Esposo, todas as semanas, (porque estamos no verão e andasse de pé à mostra) há cerca de 3 meses. Quanto é que já teríamos gasto se tivéssemos ido os dois, semanalmente, a uma pedicure?

 

Pensem nisto. 

 

A crise é uma realidade.

Mas se não formos mais espertos que ela, deixamos de viver e de ter, até, o que hoje em dia são cuidados básicos de saúde e / ou de apresentação para quem trabalha em grandes empresas. 

NÃO SE RENDAM: VENÇAM-NA COM IMAGINAÇÃO!

 

Quem sabe não descobrem neste tipo de coisas uma vocação escondida? Já houve quem começasse por menos....

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Mamã às 20:39

Quinta-feira, 26.06.14

Salários são como baralho de cartas...

... Assim que o tens na mão, começas a distribuir.

 

O problema está quando ficas com praticamente nada para continuares «em jogo» até ao fim... do mês. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Mamã às 12:52

Quarta-feira, 25.06.14

Que tristeza....

É triste ser pobre...

 

Mas sair à varanda para fumar um cigarrinho e estar, literalmente, do outro lado dos ricos, é mesmo muito mau.

Fumar a olhar para as piscinas do Palmela's Village só me faz ver a sorte que tenho, ao contrário de muitos, de ainda ter uma varanda e... uma banheira.

 

Cada um se refresca onde pode :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Mamã às 22:01


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031